Imposto de Renda 2018: Declaração, Tabela de Alíquotas, Restituição

Anualmente os cidadãos precisam desembolsar uma determinada quantia das suas economias para quitar o Imposto de Renda 2018, por isso, acompanhe este artigo e fique por dentro de quem precisa declarar, para que serve este imposto e o passo a passo completo de como declarar o seu Imposto de Renda 2018.



Imposto de Renda 2018

Imposto de Renda 2018

Antes de mais nada, devemos lembrar a você, contribuinte, que deixar a declaração do seu Imposto de Renda 2018 para última hora é uma péssima ideia. Normalmente há um congestionamento no site causado pelos retardatários e esse impasse poderá tornar sua declaração muito mais difícil.

Sem falar que a declaração que não é realizada dentro do prazo estipulado pela Receita Federal, poderá gerar multas.

Sendo assim, se planeje com antecedência! Saiba tudo o que você precisa para não ter grandes problemas com a declaração do Imposto de Renda 2018.

Declaração do Imposto de Renda 2018

O Brasil é um país enorme, geograficamente e populacionalmente falando. Por isso o Governo Federal precisa buscar diversas formas de custear todos os investimentos do estado e os programas sociais. A arrecadação de Imposto de Renda é uma delas.  

Segundo as regras, o cidadão deverá contribuir anualmente de acordo com o seu ganho mensal. Ou seja, quanto maior for a sua renda, mais você precisará contribuir.

Em 2018 são estimados cerca de 30 milhões de contribuintes ao imposto de renda.

Caso o cidadão opte por não declarar o seu Imposto de Renda 2018, poderá ter sérios problemas com a Receita Federal. Isso por que a sonegação de imposto é crime!


Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2018?

Apesar de ser obrigatório, grande parte dos cidadãos brasileiros são isentos ao valor da declaração do Imposto de Renda. Isso por que apenas os cidadãos que detém uma renda mais abastada precisam declarar.

Confira agora quais são os requisitos para precisar declarar ou não o Imposto de Renda 2018, lembrando que o ano base para esta declaração é 2017:

  • Pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.123,91 durante o ano ano base ( o ano de 2017);
  • Pessoas que tem rendimentos isentos, não-tributáveis, cuja soma seja maior que R$ 40 mil no ano de 2017;
  • Cidadãos tiverem a posse de bens, inclusive terrenos, de valor total maior que R$ 300 mil;
  • Trabalhadores que arrecadaram, em  2017, um valor superior a R$ 140.619,55 proveniente de atividade rural ;
  • Quem obteve um ganho de posses na transferência de bens ou direitos ou efetuaram operações em bolsas de valores estrangeiras, artigos ou  assemelhados.

Quem não precisa declarar o Imposto de Renda 2018

Como foi já dito anteriormente, existe uma parcela da população brasileira que não precisa declarar o Imposto de Renda 2018, veja agora quem são:

  • Quem possuir renda mensal de até 1.903,98 (de acordo com a tabela de 2016);
  • Beneficiário de aposentadoria, pensão ou reforma;
  • Quem obtém posse de bens e direitos, desde que o valor total de até R$ 300.000,00;
  • Pessoas portadores de doenças graves como:
  • AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida);
  • Alienação Mental;
  • Cardiopatia Grave;
  • Cegueira;
  • Esclerose Múltipla;
  • Espondiloartrose Anquilosante;
  • Fibrose Cística (Mucoviscidose);
  • Hanseníase;
  • Hepatopatia Grave;
  • Neoplasia Maligna;
  • Paralisia Irreversível e Incapacitante;
  • Tuberculose Ativa.
  • Contaminação por Radiação;
  • Doença de Paget em estados avançados;
  • Doença de Parkinson;
  • Nefropatia Grave.

Pessoa Física x Pessoa Jurídica

Para a Receita Federal existem dois tipos de contribuintes: Pessoa Físicas e Jurídicas. É importante lembrar que ambas precisarão declarar o imposto, porém a forma como cada uma irá realizar este processo é o que as diferenciam.

As pessoas físicas são todos os cidadãos do país. Trabalhadores, estudantes, e afins.

Toda pessoa física precisa ter o seu CPF – Cadastro de Pessoa Física. Através desse documento o cidadão poderá exercer seus deveres e ter acesso aos seus direitos. 

Já as pessoas Jurídicas são as empresas, instituições públicas ou privadas, igrejas e também os partidos políticos.

Toda pessoa jurídica precisa ter o seu CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica. Através desse documento, as organizações podem ser registradas em lei e por tanto, ter acesso também aos seus direitos e deveres.


Tabela do Imposto de Renda 2018

Em todos os anos são estipulados pelo Governo Federal a tabela do Imposto de Renda. Através dessa tabela são representadas as alíquotas (percentual que será aplicado para o cálculo do valor do tributo). Confira agora a tabela do Imposto de Renda 2018 e saiba quando deverá contribuir:

Até o momento ainda não foi divulgada a tabela para o ano de 2018. Sendo assim, confira a tabela do ano de 2017 e a tome bom base:


Como declarar Imposto de Renda 2018


Você já ficou por dentro da importância da declaração do Imposto de Renda 2018, saiba agora como realizar a sua declaração e em seguida o pagamento.

Há diversas formas de declarar o seu imposto, todas elas são on-line, ou seja, você não irá precisar sair da sua casa para realizar esse processo.

Até então, o cronograma do Imposto de Renda 2018 não foi divulgado, por isso as imagens a seguir serão do ano anterior. Por outro lado, as informações são atualizadas.

1- A primeira opção para realizar a sua declaração é através do aplicativo “IRPF” disponível para Tablets e Smartphones.

  • Instale o APP no seu aparelho;
  • Comece o seu cadastro preenchendo os campos solicitados.

2- A segunda forma é através do site oficial da Receita Federal, instalando o Gerador de Declaração para computadores

  • Clique na opção “Download do Programa”;
  • Escolha o tipo entre as opções da plataforma do seu computador;
  • Clique em “Programa IRPF 2018”.

Após a instalação, clique na opção “Nova Declaração” caso essa seja a sua primeira declaração neste computador.

Se você já tiver feito alguma declaração neste aparelho, clique em “Importar dados IRPF 2017”.

Em seguida, escolha a opção “Declaração de Ajuste Anual” e espere abrir uma nova janela.

Ao lado esquerdo do seu computador terá um menu do qual será o seu guia de declaração do Imposto de Renda 2018.

Depois de achá-lo, preencha os seguintes dados:

  • Dependentes;
  • Alimentandos;
  • Rendimentos;
  • Imposto pago/retido;
  • Pagamentos efetuados;
  • Doações efetuadas;
  • Bens e direitos;
  • Dívidas e ônus reais;
  • Espólio;
  • Importações;
  • Renda;
  • Entre outras informações necessárias.

Depois de finalizar, confirme os dados para que não hajam erros.

Pelo resumo você poderá ler as informações de quanto gastou durante o ano em impostos e se terá acesso a uma restituição.

Caso não hajam erros nas informações, clique em “Entregar Declaração” no canto esquerdo inferior do seu computador.

Concluído o processo, sua declaração enviada. Imprima um recibo da declaração.

No menu superior do programa,  selecione o item Declaração”, escolha a opção “Imprimir” e “Recibo”.


Restituição do Imposto de Renda 2018

Caso você tenha pago a mais do que deveria durante o ano de 2017, terá esse valor reembolsado. O pagamento da Restituição do Imposto de Renda 2018 é realizado pela Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB.

Para consultar a sua restituição clique aqui

  • Preencha o seu CPF;
  • Data de Nascimento;
  • Código de Segurança;
  • Clique em “Consultar”.

Se você deseja conferir o calendário completo da restituição, poderá consultar os lotes de restituição do Imposto de Renda 2018, clique aqui.


Regularização Malha Fina 2018

Segundo a Receita Federal, mais de 771.801 declarações caíram na malha fina no ano anterior. Essas pessoas não receberam a sua restituição e por isso precisam agir para se regularizarem.

Caso você faça parte desse grupo, deverá antecipar a intimação da Receita Federal, só assim poderá se regularizar. 

Pela internet consulte suas pendências.

✱  Através do próprio site da Receita Federal, clique aqui para consultar .

Para o contribuinte consultar o seu extrato, é preciso preencher o  código de acesso ou certificado digital.

✱ As informações para geração deste código de acesso estão na página da Receita Federal, clique aqui para obter o código.

✱ Para saber se a sua declaração foi liberada, acesse o site da Receita Federal, clicando aqui

Outra opção é ligar para o número 146 e procurar maiores informações sobre a sua situação.

Caso hajam divergências com o banco, agência ou conta-corrente informada no pedido de pagamento da sua restituição entre em contato com a Central de Atendimento do Banco do Brasil:

  •  4004-0001 (capitais);
  • 0800-729-0001 (demais localidades);
  • 0800-729-0088 (deficientes auditivos).

Continua com alguma dúvida sobre o Imposto de Renda 2018? Escreva um comentário a baixo que em seguida iremos fazer o possível para solucioná-la. 

Para manter nossos leitores informados, sempre que houverem novas informações iremos adicionar a este post.

 

Imposto de Renda 2018: Declaração, Tabela de Alíquotas, Restituição
4 votes. Average: 5 out of 5!

One thought on “Imposto de Renda 2018: Declaração, Tabela de Alíquotas, Restituição

  1. Paulo de Andrade

    R$ 937,00
    R$ 937,00
    ————–
    R$ 1.874,00 liquido a receber, devendo de contas por mês acima de R$ 3.806,00

    Bruto R$ 2.746,00 aposentado Pelo INSS desde setembro de 1996 com mais de 6 salarios minimos e ficou reduzido em setembro de 2003 abaixo de tres salarios,

    R$ 937,00
    X 6 SM
    ————–
    R$ 5.622,00

    Reduzido desde setembro de 2003

    R$ 937,00
    X 3 SM
    ————-
    R$ 2.811,00 – R$ 95,00 = R$ 2.746,00

    R$ 5.622,00
    R$ 2.746,00
    —————–
    R$ 3.976,00 perdas em 14 anos

    Solicitei revisão do meu beneficio desde setembro de 2003 sem qualquer resultado quanto o meu direito adquirido que causou em 10 anos o meu endividamento.

    Dia 24 de outubro de 2017 vou completar 67 anos, parou o descontos do imposto de renda não tenho como fazer imposto de renda, creio que passei a ser isento.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *